Política

ʹPreparado para servir ao Brasilʹ, diz Alckmin sobre eleições de 2018

Ainda falta um ano para as eleições de 2018 e a corrida política para sucessão do presidente Michel Temer já teve início. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que disputa a vaga para concorrer à Presidência pelo PSDB com seu afilhado político João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo, afirmou que já está se preparando para o pleito eleitoral do ano que vem.[Leia mais...]

[ʹPreparado para servir ao Brasilʹ, diz Alckmin sobre eleições de 2018]
Foto : Wilson Dias/ Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 20 de Outubro de 2017 ⋅ 14:51

Ainda falta um ano para as eleições de 2018 e a corrida política para sucessão do presidente Michel Temer já teve início. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que disputa a vaga para concorrer à Presidência pelo PSDB com seu afilhado político João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo, afirmou que já está se preparando para o pleito eleitoral do ano que vem.

\"Essa decisão (de candidatura à Presidência) não é pessoal, é coletiva. Ela ocorrerá mais para frente\", disse. \"Agora, eu me preparo. Acho que é importante a gente estar preparado para servir ao Brasil\", completou, durante entrevista à imprensa após evento na capital paulista.

De acordo com o governador, o Brasil está em um momento crítico, que pode ir em direção ao \"populismo fiscal irresponsável\" ou ao \"crescimento sustentável, com geração de emprego e de renda\". \"O mundo que cresce tem política fiscal rigorosa, política monetária com juros baixo e câmbio competitivo\", falou.

Em entrevista à Rádio Metrópole no mês passado, ao ser questionado sobre as eleições, Doria afirmou que “só os orixás podem dizer\" sobre 2018 e que tem respeito ao governador Geraldo Alckmin. \"Não quero criar nenhuma fissura ainda que não intencional com o governador Alckmin”, disse.

Além de Doria, outro candidato que pode impedir os planos de Alckmin é o apresentador global Luciano Huck. De acordo com a coluna do Estadão, a última pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha, mostra que Doria está caindo nas pesquisas. Agora, o foco do partido se voltou para Huck, com quem a sigla mantém encontros frequentes.

Notícias relacionadas

[Podemos decide expulsar Marco Feliciano]
Política

Podemos decide expulsar Marco Feliciano

Por Juliana Rodrigues no dia 10 de Dezembro de 2019 ⋅ 10:00 em Política

Em nota, deputado se disse orgulhoso de ter sido expulso da legenda por apoiar Bolsonaro