Política

Negociações para barrar denúncia contra Temer chegaram a custar R$ 32,1 bilhões

As negociações políticas feitas para tentar barrar as duas denúncias criminais contra o presidente Michel Temer podem ter chegado a custar R$ 32,1 bilhões. De acordo com o jornal Estadão, essa é a soma das várias concessões e medidas do governo negociadas com parlamentares da Câmara entre junho e outubro deste ano, desde que Temer foi denunciado pela primeira vez. [Leia mais...]

[Negociações para barrar denúncia contra Temer chegaram a custar R$ 32,1 bilhões]
Foto : Beto Barata/PR

Por Laura Lorenzo no dia 25 de Outubro de 2017 ⋅ 15:59

As negociações políticas feitas para tentar barrar as duas denúncias criminais contra o presidente Michel Temer (PMDB) podem ter chegado a custar R$ 32,1 bilhões. De acordo com o jornal Estadão, essa é a soma das várias concessões e medidas do governo negociadas com parlamentares da Câmara entre junho e outubro deste ano, desde que Temer foi denunciado pela primeira vez. A votação da segunda denúncia contra o peemedebista está marcada para acontecer nesta quarta-feira (25).

O valor investido pelo governo para barrar as duas denúncias supera em R$ 6 bilhões os recursos previstos por Temer para pagar parcelas de famílias beneficiárias do programa Bolsa Família ao longo de 2018, orçamento que foi estimado em R$ 26 bilhões.

São necessários 172 votos em seu favor, ausências ou abstenções para que Temer seja salvo da denúncia. Na primeira votação na Casa, o peemedebista conseguiu 263 votos. A base do governo estima que ele já tenha 240 votos garantido, podendo chegar a 270.

Além das concessões feitas pelo governo, foram desembolsados pelo Planalto, ainda, R$ 4,2 bilhões de emendas parlamentares individuais de deputados, que têm execução obrigatória desde 2015.

Notícias relacionadas

[Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão]
Política

Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão

Por Matheus Simoni no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 16:27 em Política

De acordo com a colaboração do ex-presidente da empresa, ele ficará preso em casa com monitoramento de tornozeleira eletrônica

[Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso']
Política

Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso'

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 11:17 em Política

Ex-presidente levantou polêmica nas redes sociais ao usar na TV a palavra "golpe", frequentemente utilizada pela oposição para se referir ao impeachment

[CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje]
Política

CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Além dos estudos e pareceres técnicos elaborados, a intenção é incluir ferramentas de consulta pública