Política

Secretário da SSP cobra atuação conjunta com a Prefeitura no combate à violência

O secretário de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Maurício Barbosa, cobrou um maior empenho da Prefeitura de Salvador para diminuir a sensação de insegurança na cidade. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (31), no Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia (CAB) [Leia mais...]

[Secretário da SSP cobra atuação conjunta com a Prefeitura no combate à violência]
Foto : Mateus Pereira/GOVBA

Por Matheus Simoni e Gabriel Nascimento no dia 31 de Outubro de 2017 ⋅ 19:34

O secretário de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Maurício Barbosa, cobrou um maior empenho da Prefeitura de Salvador para diminuir a sensação de insegurança na cidade. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (31), no Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), ele pediu que a gestão municipal evite discussões políticas e se empenhe em melhorar a vida dos soteropolitanos.

\"Faço meu trabalho e conduzo a SSP de forma extremamente técnica. Aqui a gente não tem espaço para ficar fazendo política com uma coisa tão séria. Acho irresponsável quem quer fazer política da pior forma possível atacando a SSP sem assumir as próprias responsabilidades. Poderia ter aqui um rosário de justificativas para dizer o quanto o município deve melhorar para que nós da polícia tenhamos condições de exercer os nossos serviços. Não são poucos os casos\", disse Barbosa.

Ainda de acordo com o responsável pela pasta, o papel da Prefeitura na ʹprevenção primáriaʹ nas ações em prol da segurança da cidade é ʹaltíssimoʹ. \"Estamos falando da cidade com maior índice de desemprego do país. Um dos maiores índices de desigualdade social do país. Agora vão dizer que a questão é a segurança pública? Eu vou colocar 400 mil policiais para dentro da noite para o dia, sitiar Salvador e dizer que a segurança pública vai melhorar? A população não quer acreditar que esse tipo de afirmação seja a solução, porque nenhum governador e nenhum governo consegue fazer isso. O que todos querem ver é todos imbuídos num propósito de prazer, e que cada um assuma a responsabilidade para fazer o que deve e trabalhando em conjunto\", declarou.

Maurício Barbosa falou que tem boa relação institucional com órgãos da Prefeitura de Salvador diretamente ligados ao trabalho das polícias. No entanto, ele destacou que há muito o que ser feito para garantir o bem-estar dos soteropolitanos. \"Tenho uma ótima relação de trabalho com a Transalvador e com a Guarda Municipal. Não perdemos tempo questionando isso, temos muito trabalho a ser feito. A ampliação do debate deve trazer soluções gerais para este problema. Daqui a dois anos, o governador pode, ou não, ser outro e o secretário pode, ou não ser outro, mas estaremos discutindo as mesmas coisas aqui\", pontuou.

\"Quem sofre somos nós que somos cidadãos do nosso estado. Sou cidadão, estou secretário, meus parentes moram aqui e o compromisso dos 44 mil profissionais da Segurança Pública é transformar isso aqui num estado melhor. Esperamos que tenhamos um trabalho cooperado, porque ficar apontando o dedo é muito fácil. Da mesma forma como apontam nossos erros, posso apontar uma série de defeitos do outro lado. Eu não tenho tempo para isso. Minha preocupação está em outro plano\", finalizou o secretário.

Notícias relacionadas