Política

PGR reforça pedido ao Supremo para investigar compra de decisões judiciais pela J&F

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que reconsidere sua decisão de arquivar uma investigação sobre possível compra de decisões judiciais pelo grupo J&F, dono da empresa JBS. [Leia mais...]

[ PGR reforça pedido ao Supremo para investigar compra de decisões judiciais pela J&F]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 03 de Novembro de 2017 ⋅ 19:40

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que reconsidere sua decisão de arquivar uma investigação sobre a possível compra de decisões judiciais pelo grupo J&F, dono da empresa JBS.

O pedido da PGR se refere a uma investigação iniciada ainda na primeira instância da Justiça e depois remetida à Procuradoria-Geral da República. O objetivo da apuração é investigar mensagens trocadas entre uma advogada e Francisco de Assis, ex-diretor jurídico do grupo J&F, no qual ele revela o que seriam tentativas de comprar sentenças favoráveis à companhia em diferentes instâncias, inclusive no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O primeiro pedido de investigação prévia sobre o assunto foi feito por Dodge em outubro deste ano, pouco depois de o conteúdo das mensagens ter sido revelado pela revista Veja. A PGR solicitou então autorização para realizar uma perícia preliminar na conversa.

Notícias relacionadas