Política

Silvio Pinheiro ‘acha’ que está credenciado para ser ministro

"Estou preparado para continuar servindo aos interesses do meu grupo político. Acho que tenho conseguido fazer um trabalho de modo muito correto, eficaz e dedicado, e fico feliz de poder estar ajudando a Bahia e o Brasil”, declarou o presidente do FNDE, ao Metro1. [Leia mais...]

[Silvio Pinheiro ‘acha’ que está credenciado para ser ministro]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Evilásio Júnior e Matheus Morais no dia 16 de Março de 2018 ⋅ 10:33

Atual presidente do FNDE, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Silvio Pinheiro não descarta ser ministro da Educação, após a saída do atual titular da pasta comandada pelo DEM, Mendonça Filho, que pretende ser candidato a governador de Pernambuco.

Na avaliação do democrata baiano, ele está preparado, caso seja convidado a assumir o desafio. “Eu acho que sim. Estou preparado para continuar servindo aos interesses do meu grupo político. Acho que tenho conseguido fazer um trabalho de modo muito correto, eficaz e dedicado, e fico feliz de poder estar ajudando a Bahia e o Brasil”, declarou hoje, em entrevista ao Metro1, durante a 10ª Reunião de Ministros da Educação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no Hotel Deville Prime, no bairro de Itapuã, em Salvador.

No entanto, Pinheiro diz que não há confirmação de que ele será o escolhido pelo partido e pelo presidente Michel temer (MDB). “Acho que tem muito ainda a acontecer. Acho que os próximos 30 dias serão importantes. O presidente da República tem chamado os ministros para conversar. O DEM também passa agora por uma nova presidência [ACM Neto], então toda essa mudança, todo esse processo, com certeza, vai resultar em algumas alterações na estrutura do governo. O partido, o presidente da República, o prefeito ACM Neto e o ministro Mendonça [Filho] sabem que podem contar comigo para o projeto que eles entenderem adequado”, avisou.

Notícias relacionadas

[MP para empregar jovens adianta reforma trabalhista]
Política

MP para empregar jovens adianta reforma trabalhista

Por Juliana Almirante no dia 13 de Novembro de 2019 ⋅ 07:27 em Política

Entre as mudanças, estão trabalho aos domingos para todas as categorias, abertura de agências bancárias aos sábados e novas normas de fiscalização