Política

Deputado preso mantém salário e R$ 146 mil por mês para manutenção do mandato

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai esperar a decisão da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal sobre o pedido do parlamentar para trabalhar durante o dia. Rodrigues foi preso em 8 de fevereiro por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), mas a Câmara só foi notificada do encarceramento em 21 de fevereiro. [Leia mais...]

[Deputado preso mantém salário e R$ 146 mil por mês para manutenção do mandato]
Foto : PSDB

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Março de 2018 ⋅ 12:40

O deputado federal João Rodrigues (PSD-SC) continua a receber o mesmo salário e mantém todos os recursos oferecidos aos parlamentares mesmo preso há mais de um mês em regime fechado. De acordo com o Estadão, o político recebe mais de R$ 146 mil em auxílios para manutenção do mandato, além do salário de R$ 33.763.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai esperar a decisão da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal sobre o pedido do congressista para trabalhar durante o dia. Rodrigues foi preso em 8 de fevereiro por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), mas o Legislativo só foi notificado do encarceramento em 21 de fevereiro.

Maia disse que vai aguardar mais alguns dias para que a VEP delibere sobre o pedido, procedimento que ele também adotou quando o emedebista Celso Jacob (RJ) foi detido no ano passado. “Vamos esperar a decisão que deve acontecer nos próximos dias”, respondeu Maia.

A única medida tomada até o momento pelo democrata foi mandar cortar do salário as faltas nas sessões da Casa. Os descontos variam conforme o número de sessões realizada no mês sobre 62,5% da remuneração mensal, o equivalente a R$ 21.101,88. “Isso é automático”, disse Maia.

Notícias relacionadas