Política

Presidente do PSOL cobra coerência de Neto: ʹSerá que foi visitar Geddel?ʹ

O presidente estadual do PSOL, Fábio Nogueira (BA), cobrou coerência do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), sobre a repercussão do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio de Janeiro. Em entrevista à Rádio Metrópole hoje, durante o Jornal da Cidade 2ª Edição, o socialista disse que o democrata precisa estar atento ao apoio ao governo do presidente Michel Temer. [Leia mais...]

[Presidente do PSOL cobra coerência de Neto: ʹSerá que foi visitar Geddel?ʹ]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 19 de Março de 2018 ⋅ 17:56

O presidente estadual do PSOL, Fábio Nogueira (BA), cobrou "coerência" do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), sobre a repercussão do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio de Janeiro.

Em entrevista à Rádio Metrópole, durante o Jornal da Cidade 2ª Edição, o socialista disse que o democrata precisa estar atento ao apoio ao governo do presidente Michel Temer. "Acho importante a manifestação do prefeito ACM Neto, mas ele deveria ter coerência, já que ele apoiou Temer e apoiou a intervenção militar", disse Fábio, que comentou uma postagem do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que disseminou no Twitter uma notícia falsa sobre a vereadora carioca.

O parlamentar democrata chegou a compartilhar "Fake News" com a afirmação de que Marielle era associada ao tráfico de drogas. Segundo o presidente do PSOL baiano, o prefeito, que também é presidente nacional do DEM, precisa se responsabilizar pelas ações dos correligionários. "ACM Neto é um mágico. Os deputados fazem o que fazem e ele não é responsável por nada. Ele não é bom de debate, fugiu na época do debate à prefeitura e demonstra isso hoje. Com certeza o deputado será processado por isso", prometeu.

"O prefeito ACM Neto deveria fazer uma visita a Geddel. Ele disse na época do debate que não visitaria os amigos na Papuda. Será que ele foi visitar Geddel?", finalizou.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo