Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Vereadora, amiga de Marielle denuncia ameaças

Uma queixa foi feita pela edil em novembro, na 76ª Delegacia de Polícia (Icaraí). O caso, porém, não teve desdobramentos. O PSOL avalia oferecer segurança à vereadora. Ela pode concorrer como vice na chapa do partido ao governo do Estado, encabeçada por Tarcísio Motta. Talíria ocuparia a vaga planejada para Marielle. [Leia mais...]

[Vereadora, amiga de Marielle denuncia ameaças]
Foto : Reprodução / Veja

Por Alexandre Galvão no dia 20 de Março de 2018 ⋅ 11:20

Vereadora mais votada de Niterói, no Rio de Janeiro, Talíria Petrone é negra, feminista, única mulher na Casa e era amiga de Marielle Franco, assassinada na semana passada. Diferentemente da colega, a legisladora já recebeu várias ameaças de morte por telefone e pelas redes sociais.

Uma queixa foi feita pela edil em novembro, na 76ª Delegacia de Polícia (Icaraí). O caso, porém, não teve desdobramentos. O PSOL avalia oferecer segurança à vereadora. Ela pode concorrer como vice na chapa do partido ao governo do Estado, encabeçada por Tarcísio Motta. Talíria ocuparia a vaga planejada para Marielle.

A investigação sobre as ameaças pode ajudar na investigação do caso de Marielle, acreditam assessores do partido. "Desde o início do mandato, em uma Câmara majoritariamente conservadora, com muitos representantes da extrema direita, sofro ameaças", contou Talíria. "Enfrento muitas reações: são ataques sistemáticos nas redes sociais, em que sou chamada de ʹvagabundaʹ, em que dizem que se me encontrarem na rua vão ʹmeter uma bala na minha caraʹ, para eu ʹvoltar pra senzalaʹ."

Notícias relacionadas