Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Ministro do STF reduz prazo em ação penal contra Bolsonaro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux decidiu reduzir o prazo da ação penal da deputada Maria do Rosário (PT-RS) contra Jair Bolsonaro (PSL-RJ). O parlamentar responde por injúria e incitação ao estupro contra a petista. Fux já intimou as testemunhas de defesa do pré-candidato à Presidência da República para fazer o processo andar. [Leia mais...]

[Ministro do STF reduz prazo em ação penal contra Bolsonaro]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 20 de Março de 2018 ⋅ 15:33

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux decidiu reduzir o prazo da ação penal da deputada Maria do Rosário (PT-RS) contra Jair Bolsonaro (PSL-RJ). O parlamentar responde por injúria e incitação ao estupro contra a petista. O magistrado já intimou as testemunhas de defesa do pré-candidato à Presidência da República para fazer o processo andar.

Segundo informações da revista Veja, os deputados Silvio Torres (PSDB-SP), Rogério Marinho (PSDB-RN), Pastor Eurico (PHS-PE) e o senador Magno Malta (PR-ES) não gostaram da iniciativa do ministro, já que políticos costumam ter liberdade para decidirem a data que melhor os agradam para se apresentarem à Justiça. No entanto, Fux estabeleceu que a data-limite para as oitivas será amanhã.

Bolsonaro é réu no STF por ter afirmado, em 2014, em entrevista a um jornal, que Maria do Rosário não merecia ser estuprada porque ele a considera "muito feia" e porque ela "não faz" o "tipo" dele.

Notícias relacionadas