Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Corregedor abre investigação sobre desembargadora que atacou Marielle

Entre outras coisas, Marília acusou Marielle de estar “engajada com bandidos”, ter sido “eleita pelo Comando Vermelho” e ter descumprido “’compromissos’ assumidos com seus apoiadores”. [Leia mais...]

[Corregedor abre investigação sobre desembargadora que atacou Marielle ]
Foto : Divulgação

Por Clara Rellstab no dia 20 de Março de 2018 ⋅ 18:37

O ministro João Otávio de Noronha, corregedor nacional de Justiça, determinou a abertura de procedimento para investigar a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Segundo o blog de Fausto Macedo, no Estadão, a decisão foi motivada pelos ataques que a magistrada desferiu redes sociais à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros na última quarta-feira (14).

Entre outras coisas, Marília acusou Marielle de estar “engajada com bandidos”, ter sido “eleita pelo Comando Vermelho” e ter descumprido “’compromissos’ assumidos com seus apoiadores”.

O PSOL e a Associação Brasileira de Juristas para Democracia haviam entrado no CNJ com duas representações contra a desembargadora.

Notícias relacionadas