Política

Ex-gerente da Transpetro recebeu propina de R$ 2 mi, aponta Lava Jato

De acordo com a Procuradoria da República, as investigações tiveram início com a colaboração premiada de executivos da NM Engenharia, que relataram o pagamento de benefícios indevidos ao ex-gerente da Transpetro, em função de contratos celebrados com a estatal. [Leia mais...]

[Ex-gerente da Transpetro recebeu propina de R$ 2 mi, aponta Lava Jato]
Foto : Giuliano Gomes/PR Press | José Antônio de Jesus, preso na 47ª fase da Lava Jato

Por Metro1 no dia 23 de Março de 2018 ⋅ 09:40

O ex-gerente da Transpetro, José Antônio de Jesus, que está preso preventivamente em Curitiba, é suspeito de receber propinas de R$ 2,32 milhões da empresa do ramo de engenharia Meta Manutenção e Instalações Industriais Ltda, principal alvo da 50ª fase da Lava Jato, a Operação Sothis II.

A pedido do Ministério Público Federal, deferido pela 13ª Vara Federal de Curitiba, a Polícia Federal cumpre hoje três mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo e Bahia. A ação é um complemento da 47ª fase, deflagrada em novembro do ano passado.

De acordo com a Procuradoria da República, as investigações tiveram início com a colaboração premiada de executivos da NM Engenharia, que relataram o pagamento de benefícios indevidos ao ex-gerente da Transpetro, em função de contratos celebrados com a estatal.

Segundo a investigação, o dinheiro da Meta Manutenção teria sido repassado a familiares de José Antônio de Jesus para esconder a origem ilícita dos valores. As buscas e apreensões realizadas hoje têm por objetivo a colheita de material probatório que possa auxiliar a conclusão das apurações.

Notícias relacionadas

[Damares diz não ter dever de custear Memorial da Anistia]
Política

Damares diz não ter dever de custear Memorial da Anistia

Por Juliana Almirante no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 07:26 em Política

“Um Memorial da Anistia seria algo como o Memorial do Esquecimento”, diz o texto enviado pelo ministério ao MPF, que questionou cancelamento de obra