Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Coronel não fala em punição, mas espera que Targino ʹse retrate em públicoʹ

“A carapuça não caiu em mim, eu chego as 9h e saio muitas vezes as 23h30 atendendo gente. Foi um discurso muito duro”, avaliou. [Leia mais...]

[Coronel não fala em punição, mas espera que Targino ʹse retrate em públicoʹ]
Foto : Divulgação/AL-BA

Por Clara Rellstab no dia 28 de Março de 2018 ⋅ 18:08

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), avaliou como “infeliz” o discurso raivoso de Targino Machado (PPS) – entre outras coisas o deputado chamou os colegas de “vagabundos”.

Em entrevista à Rádio Metrópole, o chefe da AL-BA disse que, apesar de não pregar punição ao parlamentar – já que tal atitude é da alçada da Comissão de Ética da Casa –, espera que ele se retrate publicamente.

“A carapuça não caiu em mim, eu chego as 9h e saio muitas vezes às 11h30 da noite atendendo gente. Foi um discurso muito duro”, avaliou, ao acrescentar que Machado errou ao "generalizar".

O social-democrata disse ainda que a Casa está sem produção porque tudo foi votado em dezembro. “A Casa está andando nos passos normais. É só pegar os anais e ver que a AL-BA foi a quem mais produziu”, finalizou.

Notícias relacionadas