Política

Conservadorismo afasta DEM do centro

Dirigentes da sigla, no entanto, admitem que o discurso sobre costumes pouco mudará e que o foco da sigla deve se centrar na implementação de políticas públicas consideradas progressistas. [Leia mais...]

[Conservadorismo afasta DEM do centro ]
Foto : Alexandre Galvão / Arquivo Pessoal

Por Alexandre Galvão no dia 01 de Abril de 2018 ⋅ 16:30

O DEM, refundado este ano para ficar mais próximo do centro, não aderiu a pautas progressistas.  O partido, segundo a Folha, é contra o aborto, o casamento gay e a descriminalização das drogas.

O partido, que há 11 anos resolveu se despir do nome PFL, agora percebeu que pode abocanhar uma parcela do eleitorado de centro —principalmente diante da crise do PSDB, antes o grande receptor desse tipo de voto.

A estratégia é atenuar o verniz tradicionalista que carimba a sigla desde o fim da ditadura e duelar com a pré-candidatura do tucano Geraldo Alckmin na tentativa de ganhar musculatura política na eleição presidencial.

Dirigentes da sigla, no entanto, admitem que o discurso sobre costumes pouco mudará e que o foco da sigla deve se centrar na implementação de políticas públicas consideradas progressistas.

Os exemplos que serão mais citados são as cotas para o concurso público em Salvador, do prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto, e a resolução que permite transexuais e travestis usarem o nome social nas escolas, chancelada pelo ministro Mendonça Filho (Educação).

Notícias relacionadas