Política

Rosa Weber negou liberdade a 57 de 58 condenados em 2ª instância

Rosa é contra a nova jurisprudência adotada pelo tribunal, mas seu voto no caso de Lula é considerado uma incógnita porque, nos julgamentos de habeas corpus, ela tem contrariado suas convicções pessoais e votado de acordo com a orientação definida pela maioria dos colegas. [Leia mais...]

[Rosa Weber negou liberdade a 57 de 58 condenados em 2ª instância]
Foto : Divulgação / STF

Por Alexandre Galvão no dia 02 de Abril de 2018 ⋅ 10:00

A ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, tem histórico de negar liberdade a condenados em segunda instância. Levantamento da Folha aponta que a magistrada recusou a liberdade a pelo menos 57 condenados que recorreram à Corte para se livrar da cadeia nos últimos dois anos.

Desde que o STF mudou a orientação sobre prisões em segunda instância e autorizou o cumprimento da pena antes do esgotamento dos recursos em tribunais superiores, Rosa foi sorteada para analisar 58 habeas corpus apresentados por pessoas prejudicadas pela mudança.

A ministra é contra a nova jurisprudência adotada pelo tribunal, mas o voto dela no caso de Lula é considerado uma incógnita porque, nos julgamentos de habeas corpus, ela tem contrariado as convicções pessoais e votado de acordo com a orientação definida pela maioria dos colegas.

Notícias relacionadas