Política

Ivanilson nega conversa com Rui e cita acordo com Neto

“Agora, os partidos que estiveram desde 2012, como o PV, pleitearam naquela oportunidade uma participação na majoritária. E fomos confirmar isso com o prefeito. Ele disse que ainda não definiu a vida, mas que acha nosso pleito legítimo e considera o PV integrar a chapa”, disse Ivanilson Gomes. [Leia mais...]

[Ivanilson nega conversa com Rui e cita acordo com Neto ]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 03 de Abril de 2018 ⋅ 08:20

O PV, oficialmente, não está em conversa com o governo Rui Costa. Nos bastidores, no entanto, tudo indica que o papo está avançado. Grande prova disso foi a decisão do deputado estadual Marcell Moraes de deixar a legenda.

Ex-presidente do partido, Ivanilson Gomes garantiu ao Metro1 que a legenda, até o momento, só ouviu ACM Neto (DEM). Ele cita um acordo tácito entre o democrata e os verdistas. O acerto pode ser usado como motivo para romper com o líder da oposição na Bahia.

“Até então, nós só conversamos com o prefeito ACM Neto. Foi quem nos convidou para conversar. Mas, com o governo do Estado... não recebi nenhum convite. E desconheço convites. O que colocamos de forma clara é que, quando, lá atrás, na reeleição, ele estava para escolher seu vice, conversamos – eu e o presidente nacional do PV – com ele e disse que o partido que naquele momento fosse o vice, automaticamente já estaria contemplado. Ele escolheu o PMDB”, lembrou.

“Agora, os partidos que estiveram desde 2012, como o PV, pleitearam naquela oportunidade uma participação na majoritária. E fomos confirmar isso com o prefeito. Ele disse que ainda não definiu a vida, mas que acha nosso pleito legítimo e considera o PV integrar a chapa”, completou.

Mora aí o impeditivo. Apesar da representatividade, o PV não tem peso eleitoral para ocupar uma das vagas na majoritária, que é cobiçada pelo PSDB, PRB, PR e, remotamente, MDB.

Notícias relacionadas