Política

Após chegada de Bolsonaro, PSL perde sete dirigentes

A principal debandada aconteceu nos diretórios estaduais da sigla. Eles tiveram que abrir mão de seus postos para aliados do presidenciável, mas dizem que as mudanças foram mal conduzidas. [Leia mais...]

[Após chegada de Bolsonaro, PSL perde sete dirigentes ]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Alexandre Galvão no dia 03 de Abril de 2018 ⋅ 09:20

A chegada do deputado federal e pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, ao PSL, trouxe novos quadros, mas também derrubou sete dirigentes.

De acordo com a Folha, a principal debandada aconteceu nos diretórios estaduais da sigla. Eles tiveram que abrir mão dos postos para aliados do presidenciável, mas dizem que as mudanças foram mal conduzidas.

“Bolsonaro tomou o partido para si e está fazendo as coisas de maneira anti-democrática. Ele não tem compromisso partidário muito menos com o povo”, diz Carlos Alberto, ex-presidente do PSL de Minas. Ele e a mulher, a deputada federal Dâmina Pereira, foram para o Podemos.

Notícias relacionadas