Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Alexandre de Moraes vota contra habeas corpus; placar está 2 a 1

O ministro Alexandre de Moraes acabou de dar o voto contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no plenário do Supremo Tribunal Federal. Como o relator Edson Fachin abriu a sessão e se posicionou contra o habeas corpus para o ex-presidente e o Ministro Gilmar Mendes foi o segundo a votar o placar está 2 a 1. [Leia mais...]

[Alexandre de Moraes vota contra habeas corpus; placar está 2 a 1]
Foto : Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 04 de Abril de 2018 ⋅ 17:11

O ministro Alexandre de Moraes acabou de dar o voto contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no plenário do Supremo Tribunal Federal. Como o relator Edson Fachin abriu a sessão e se posicionou contra o habeas corpus para o petista e o ministro Gilmar Mendes foi o segundo a votar o placar está 2 a 1. O próximo voto vai ser do ministro Luís Roberto Barroso.

A votação é para decidir se o petista vai ou não receber a concessão do pedido apresentado pela defesa com o objetivo de impedir o encarceramento. Ele foi condenado em janeiro a 12 anos e 1 mês de reclusão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O colegiado indicou a prisão do petista, mas um salvo-conduto dado pelo STF garantiu que Lula não fosse preso até a decisão de hoje (4).

Outros oito ministros da Corte vão votar o recurso. O último vai ser dado pela presidente do STF, ministra Carmen Lúcia.

Notícias relacionadas

[Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro]
Política

Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:05 em Política

Em conversa com apoiadores, presidente ainda responsabilizou governo do Amazonas e prefeitura de Manaus pelo caos na saúde da capital: "Todo mundo me culpa. Tudo sou eu"