Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Advogados entram com liminar para impedir prisão de condenados em 2ª instância

Os advogados criminalistas Antônio Carlos de Almeida Castro, Cláudio Pereira de Souza Neto e Ademar Borges de Sousa Filho entraram com um pedido liminar, ou seja, de caráter provisório, para que a Corte permita apenas a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após condenação no Superior Tribunal de Justiça, terceira instância do Judiciário. [Leia mais...]

[Advogados entram com liminar para impedir prisão de condenados em 2ª instância]
Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 05 de Abril de 2018 ⋅ 16:43

Os advogados criminalistas Antônio Carlos de Almeida Castro, Cláudio Pereira de Souza Neto e Ademar Borges de Sousa Filho entraram com um pedido liminar, ou seja, de caráter provisório, para que a Corte permita apenas a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após condenação no Superior Tribunal de Justiça, terceira instância do Judiciário.

De acordo com os criminalistas, o ingresso da ação foi motivado pelo resultado do julgamento realizado ontem (4) no plenário do STF, no qual a maioria dos ministros decidiu por não conceder o habeas corpus preventivo pedido pela defesa do petista.

Com a decisão do STF, Lula poderá ser encarcerado porque, em 2016, o Supremo autorizou a prisão de réus após condenação em segunda instância.

Segundo a defesa do petista, "todas as medidas legalmente previstas" vão ser adotadas para barrar a prisão.

Os advogados representam o Partido Ecológico Nacional (PEN).

Notícias relacionadas