Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Lula é impedido de deixar Sindicato dos Metalúrgicos para se entregar à PF

Na confusão, um portão do edifício chegou a ser removido por apoiadores do petista. Um comboio de viaturas da PF não identificadas foi enviado para fazer apoio do veículo. [Leia mais...]

[Lula é impedido de deixar Sindicato dos Metalúrgicos para se entregar à PF]
Foto : Reprodução / Globo News

Por Luiza Leão e Evilásio Júnior no dia 07 de Abril de 2018 ⋅ 17:04

O ex-presidente Lula foi impedido de deixar a sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, por volta das 5h da tarde de hoje (7), quando seguia em direção à Superintendência da Polícia Federal, no bairro da Lapa, em São Paulo, onde vai se apresentar.

Na saída, em um carro prata, houve tumulto, em função de manifestantes que não queriam que ele se entregasse. Na confusão, um portão do edifício chegou a ser removido por apoiadores do petista.

Um comboio de viaturas da PF não identificadas foi enviado para fazer apoio do veículo.

Ainda não há confirmação se o político vai ser encaminhado ao Aeroporto de Congonhas, para ir à Curitiba de avião, onde a corporação garante que ele vai passar a noite.

Quando se apresentar, Lula vai precisar fazer o exame de corpo de delito. O procedimento pode ser feito em São Paulo ou na capital paranaense.

Os advogados do petista tentam que ele seja transferido para a sede da PF em São Paulo, para ficar mais próximo de familiares e da própria defesa.

Notícias relacionadas

[Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro]
Política

Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:05 em Política

Em conversa com apoiadores, presidente ainda responsabilizou governo do Amazonas e prefeitura de Manaus pelo caos na saúde da capital: "Todo mundo me culpa. Tudo sou eu"