Sábado, 24 de julho de 2021

Política

Lídice vê tendência de polarização em eleição presidencial

Para a socialista, a sua própria legenda não está definida sobre a disputa presidencial. “O partido ainda não tem uma posição. Joaquim Barbosa se filiou e ele próprio aceitou discutir sua candidatura sem uma posição definitiva. Creio que todos estão observando o cenário para ver quais saídas estão disponíveis. Essa prisão de Lula coloca essa interrogação de maneira mais forte do que tínhamos antes”. [Leia mais...]

Lídice vê tendência de polarização em eleição presidencial

Foto: Tácio Moreira/ Metropress

Por: Alexandre Galvão e Gabriel Nascimento no dia 09 de abril de 2018 às 08:34

Senadora e observadora do jogo político, a presidente do PSB na Bahia, Lídice da Mata, acredita que o pleito nacional de 2018 será polarizado. “O desafio é ter uma candidatura do campo da esquerda que chegue ao segundo turno no Brasil. Pensar em quem vai polarizar o voto. A direita tem várias candidaturas lançadas, a de Bolsonaro, por exemplo, que seria uma extrema direita. Acho que haverá na frente uma tendência à unificação desse campo de direita e centro-direita, como imagino que haverá uma tendência em torno de uma candidatura que se oponha a isso”, afirmou a Mário Kertész, na Rádio Metrópole.

Para a socialista, a própria legenda dela não está definida sobre a disputa presidencial. “O partido ainda não tem uma posição. Joaquim Barbosa se filiou e ele próprio aceitou discutir sua candidatura sem uma posição definitiva. Creio que todos estão observando o cenário para ver quais saídas estão disponíveis. Essa prisão de Lula coloca essa interrogação de maneira mais forte do que tínhamos antes”, considerou.

Lídice vê tendência de polarização em eleição presidencial - Metro 1