Política

Rio de Janeiro: justiça bloqueia avião de empresa de Picciani

O uso de um jato no nome da empresa do deputado Jorge Picciani, presidente afastado da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, foi bloqueado pela justiça do Rio de Janeiro. [Leia mais...]

[Rio de Janeiro: justiça bloqueia avião de empresa de Picciani]
Foto : Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 11 de Abril de 2018 ⋅ 14:40

O uso de um jato em nome da empresa do deputado Jorge Picciani, presidente afastado da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, foi bloqueado pela Justiça fluminense. A decisão foi cumprida pela Agência Nacional de Aviação Civil. O jatinho está no nome da Agrobilara, uma das empresas de Jorge Picciani.

As investigações do Ministério Público mostram que Picciani usou a empresa para lavar dinheiro ilegal com a compra e venda de gado. Há um mês, foi determinado o bloqueio dos bens de Picciani em um processo por improbidade administrativa. O parlamentar também é réu na Justiça Federal por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O jatinho bloqueado tem capacidade para oito passageiros. Foi comprado pela Agrobilara em 2012 por R$ 2,5 milhões.

Notícias relacionadas

[Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão]
Política

Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro deixa a prisão

Por Matheus Simoni no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 16:27 em Política

De acordo com a colaboração do ex-presidente da empresa, ele ficará preso em casa com monitoramento de tornozeleira eletrônica

[Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso']
Política

Após Roda Viva, Temer nega 'golpe': 'Jamais houve isso'

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 11:17 em Política

Ex-presidente levantou polêmica nas redes sociais ao usar na TV a palavra "golpe", frequentemente utilizada pela oposição para se referir ao impeachment

[CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje]
Política

CPMI das Fake News vota plano de trabalho hoje

Por Juliana Almirante no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Além dos estudos e pareceres técnicos elaborados, a intenção é incluir ferramentas de consulta pública