Política

Delator reafirma que Geddel tentou comprar silêncio de Lucio Funaro

Segundo o jornal O Globo, o delator Francisco Assis e Silva, diretor jurídico da empresa dona da JBS, afirmou que os emedebistas tentaram comprar o silêncio de Lúcio Bolonha Funaro, apontado como operador de políticos do partido em esquemas de corrupção. [Leia mais...]

[Delator reafirma que Geddel tentou comprar silêncio de Lucio Funaro]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Clara Rellstab no dia 21 de Abril de 2018 ⋅ 11:40

O presidente Michel Temer (MDB), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), foram citados em mais uma delação envolvendo a J&F.

Segundo o jornal O Globo, o delator Francisco Assis e Silva, diretor jurídico da empresa dona da JBS, afirmou que os emedebistas tentaram comprar o silêncio de Lúcio Bolonha Funaro, apontado como operador de políticos do partido em esquemas de corrupção.

Francisco relatou que Geddel teria informado que \"Eliseu Padilha havia sido destacado pelo presidente Michel Temer para cuidar desse assunto\".

O silêncio de Funaro não durou muito, no entanto, e ele acabou firmando um acordo de delação premiada.

 

Notícias relacionadas