Política

‘Carnaval de Ivete’: patrocinadora terá de pagar por segurança da PM, diz secretário

Ainda segundo Maurício Barbosa, a conta será mandada “bonitinha”. “Se não quiserem pagar, vamos notificar dizendo que não temos condições de fazer. Ou está tudo ajustado, ou vamos ter que conviver com esse arranjo improvisado. Acreditamos que tudo vai sair conforme o script”. [Leia mais...]

[‘Carnaval de Ivete’: patrocinadora terá de pagar por segurança da PM, diz secretário ]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Alexandre Galvão no dia 24 de Abril de 2018 ⋅ 08:00

O carnaval fora de época promovido pela Schin e pela prefeitura de Salvador, com a participação de Ivete Sangalo, só terá o aparato da segurança do governo do Estado se a cervejaria pagar pela estrutura. A informação é do chefe da Segurança Pública, Maurício Barbosa. O evento está marcado para este domingo (29), na Barra.

Segundo Barbosa, como a festa é “privada”, uma taxa será cobrada. “Vamos, por lei, fazer a cobrança que é feita quando a festa é privada e acontece em espaços públicos. Como acreditamos que a prefeitura deu todas as liberações, eles serão cobrados como se uma festa exclusivamente privada fosse”, afirmou, ao Metro1.

Ainda segundo Maurício Barbosa, a conta será mandada “bonitinha”. “Se não quiserem pagar, vamos notificar dizendo que não temos condições de fazer. Ou está tudo ajustado, ou vamos ter que conviver com esse arranjo improvisado. Acreditamos que tudo vai sair conforme o script”, apostou.

A festa, segundo a prefeitura, faz parte do aniversário da cidade, que aconteceu há um mês. A gestão ACM Neto (DEM) diz ainda que o evento será todo bancado pela empresa. "A Prefeitura deverá oferecer os serviços essenciais como ordenamento do trânsito e transporte, limpeza e segurança, por meio da Guarda Municipal e com apoio da Polícia Militar", afirmou, em release, sem combinar com governo estadual.

Notícias relacionadas