Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Pré-candidato à Presidência, Flávio Rocha diz que combateria ‘superaposentados’

Apesar da proximidade ideológica, o político disse não acreditar em uma dobradinha com o ex-prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). “Acho que existe sintonia, existe outra candidatura com Paulo Skaf (MDB), pessoa que tenho proximidade. Temos dois bons palanques que podem ser compartilhados. Não acredito na possibilidade [de Doria concorrer à Presidência], Doria deixou claro que não vê perspectiva de galgar para uma candidatura federal”. [Leia mais...]

[Pré-candidato à Presidência, Flávio Rocha diz que combateria ‘superaposentados’ ]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão e Gabriel Nascimento no dia 25 de Abril de 2018 ⋅ 08:48

Tema dos mais espinhosos no governo Michel Temer (MDB), a Reforma da Previdência deve estar no debate eleitoral deste ano. Pré-candidato do PRB ao Palácio do Planalto, o empresário Flávio Rocha não confirmou que, se eleito, fará uma reforma no sistema, mas disse querer combater “os privilégios” e os “superaposentados”.

“Não há nada mais injusto do que o regime de castas. São 102 milhões de simples mortais que recebem um salário [mínimo de aposenatadora], o problema não está nisso. Agora existe 1 milhão de superaposentados, aposentados precoces, que representa uma parcela menor”, apontou.

Em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, Rocha disse ainda ter “total alinhamento” com a legenda e a Igreja Universal do Reino de Deus: “Sou um cristão, acredito que o problema a ser resolvido é a erosão dos valores, foram ideias ruins na economia, nos valores, a família brasileira, essa história de vitimização do bandido, que a culpa é da sociedade, isso é um convite à criminalidade”.

Apesar da proximidade ideológica, o político disse não acreditar em uma dobradinha com o ex-prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). “Acho que existe sintonia, existe outra candidatura com Paulo Skaf (MDB), pessoa que tenho proximidade. Temos dois bons palanques que podem ser compartilhados. Não acredito na possibilidade [de Doria concorrer à Presidência], Doria deixou claro que não vê perspectiva de galgar para uma candidatura federal”, apontou.

Notícias relacionadas