Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Ex-assessor do PP que denunciou senador está sob proteção da PF

Nos gabinetes por onde passou, Almeida era conhecido como “Rodrigo”. Outros assessores ouvidos pela reportagem sob a condição de anonimato relataram que ele não costumava ficar em Brasília. O ex-assessor é filiado ao PP desde 19 de setembro de 2011, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A filiação foi feita na cidade de Saloá, um dos redutos eleitorais de Dudu da Fonte, em Pernambuco. [Leia mais...]

[Ex-assessor do PP que denunciou senador está sob proteção da PF ]
Foto : Ciro Nogueira / Fotos Públicas

Por Alexandre Galvão no dia 30 de Abril de 2018 ⋅ 07:10

Responsável por delatar o presidente do PP, senador Ciro Nogueira, e o deputado Eduardo da Fonte, o ex-assessor José Expedito Rodrigues Almeida está sob proteção da Polícia Federal.

De acordo com o Estadão, o ex-auxiliar, no entanto, não prestou serviço apenas aos dois parlamentares alvos da operação da semana passada. Registros da Câmara apontam que ele trabalhou como secretário parlamentar em gabinetes de pelo menos outros três deputados do PP. Um deles foi Fernando Monteiro (PE), que afirmou ao Estadão/Broadcast ter contratado o ex-assessor a pedido de Dudu da Fonte, que, na época, era líder da bancada da legenda na Casa.

Nos gabinetes por onde passou, Almeida era conhecido como “Rodrigo”. Outros assessores ouvidos pela reportagem sob a condição de anonimato relataram que ele não costumava ficar em Brasília. O ex-assessor é filiado ao PP desde 19 de setembro de 2011, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A filiação foi feita na cidade de Saloá, um dos redutos eleitorais de Dudu da Fonte, em Pernambuco.

Notícias relacionadas

[Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado]
Política

Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado

Por Augusto Romeo no dia 13 de Abril de 2021 ⋅ 08:40 em Política

Aliados do governo preparam ofensiva, e ala do STF tenta maioria para que comissão só precise ser instalada após fim da pandemia