Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor

Ministério Público Eleitoral solicitou a supressão da propaganda, aplicação de multa e ressarcimento aos cofres públicos

[MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor]
Foto : Reprodução

Por Marina Hortélio no dia 20 de Setembro de 2018 ⋅ 18:24

Em parecer encaminhado ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pelo vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques, a coligação "O povo feliz de novo", formada por PT, PCdoB e Pros, foi acusada de confundir os eleitores ao propagar a mensagem "Haddad é Lula".

A mensagem é veiculada com a figura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao lado de Fernando Haddad e Manuela D'Ávila, respectivamente os candidatos a presidente e vice-presidente da chapa.

Jacques aponta que a peça confunde o eleitor e passa a ideia de que a composição tem três nomes.

A manifestação do vice-procurador-geral foi feita no âmbito de uma representação do partido Novo contra a peça publicitária da campanha petista.

O MPE (Ministério Público Eleitoral) solicitou a supressão da propaganda questionada pelo Novo, a aplicação de multa e ressarcimento aos cofres públicos. O caso está sob a relatoria do ministro Sérgio Banhos.

Notícias relacionadas