Política

Após atrito, campanha de Bolsonaro veta Mourão em debate de candidatos a vice

O veto ocorre após militar criticar abertamente o 13º salário e as férias; de acordo com ele, os direitos são “jabuticabas brasileiras”

[Após atrito, campanha de Bolsonaro veta Mourão em debate de candidatos a vice]
Foto : Luiz Chaves/Palácio Piratini

Por Matheus Simoni no dia 27 de Setembro de 2018 ⋅ 15:20

O general da reserva Antonio Hamilton Mourão (PRTB), da chapa de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidêncida da República, não vai mais participar de debates de candidatos ao cargo de vice-presidente. A decisão foi tomada pela campanha e anunciada pela comunicação oficial do militar.

"Por decisão da coligação, ele não participará dos debates de vices da última semana antes do processo de votação, no dia 7 de outubro", informou a assessoria, por meio de nota.

O veto ocorre após Mourão criticar abertamente o 13º salário e as férias. De acordo com o militar, os direitos são “jabuticabas brasileiras”.

A manifestação do general fez com que Bolsonaro se posicionasse. Pelo Twitter, o candidato do PSL discordou do aliado político. “O 13° salário do trabalhador está previsto no art. 7° da Constituição em capítulo das cláusulas pétreas (não passível de ser suprimido sequer por proposta de emenda à Constituição). Criticá-lo, além de uma ofensa à quem trabalha, confessa desconhecer a Constituição”, publicou. 

Notícias relacionadas