Quarta-feira, 04 de agosto de 2021

Política

PF prende professor por compra de votos para Delcídio Amaral

Candidato foi cassado em maio de 2016 por quebra de decoro

PF prende professor por compra de votos para Delcídio Amaral

Foto: Geraldo Magela /Agência Senado

Por: Alexandre Galvão no dia 04 de outubro de 2018 às 14:00

Um professor de 35 anos foi preso em flagrante por compra de votos em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. De acordo com o Estadão, o beneficiário dos votos seria Delcídio Amaral. 

Segundo a Polícia Federal, foram apreendidos com o docente R$ 800, material de campanha e lista de eleitores que já haviam recebido valores pela adesivagem e compromisso de voto no ex-senador. 

Delcídio foi cassado em maio de 2016 por quebra de decoro. Na época, ele era acusado de obstruir a investigação da Operação Lava Jato. Tornou-se delator da investigação. Em julho deste ano, a Justiça Federal absolveu ele, o ex-presidente Lula e outros cinco da acusação de obstrução de Justiça.

De acordo com a PF, o professor foi detido em frente à loja de Autopeças Multilatas, no bairro Vila Carvalho, após efetuar pagamento a eleitores para adesivar carros. Além dos adesivos, os eleitores recebiam orientação em quem votar e uma "cola" eleitoral com os números dos candidatos favorecidos.

Segundo a PF, em depoimento, o acusado reconheceu que prestava serviço para a campanha de Delcídio. O professor responderá pelo delito do artigo 299 do Código Eleitoral e pode pegar até 4 anos de prisão, além de multa.

A Polícia Federal informou que vai continuar as diligências da investigação e também o monitoramento de crimes que envolvem as eleições 2018.

PF prende professor por compra de votos para Delcídio Amaral - Metro 1