Política

Ausência de Bolsonaro motiva críticas de adversários em último debate

Boulos e Haddad chegaram a dizer que uma eventual eleição do capitão da reserva pode trazer de volta uma ditadura autoritária

[Ausência de Bolsonaro motiva críticas de adversários em último debate]
Foto : Ricardo Stuckert

Por Juliana Rodrigues no dia 05 de Outubro de 2018 ⋅ 06:49

Com a liderança do candidato Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas, o antipetismo deu o tom do último debate de presidenciáveis, realizado ontem (4) na TV Globo.

O postulante pelo PT, Fernando Haddad, foi alvo de críticas dos adversários de direita e esquerda. No entanto, o embate também foi marcado por ataques ao capitão reformado, que não compareceu e concedeu entrevista à TV Record no mesmo horário do encontro. 

Os candidatos atacaram Bolsonaro não apenas por ter se ausentado, como também por sua candidatura, considerada pelos oponentes como um risco de instabilidade democrática ao país. Guilherme Boulos (PSOL) e Haddad chegaram a dizer que uma eventual eleição do militar da reserva pode trazer de volta uma ditadura autoritária.

As críticas ao candidato do ex-presidente Lula foram baseadas no legado econômico do governo Dilma Rousseff (PT) e nas acusações de envolvimento de petistas em esquemas de corrupção. 

Já Ciro Gomes, do PDT, e Marina Silva, da Rede, voltaram a atacar o "extremismo" que seria representado pela polarização entre PT e PSL.

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro