Política

Sem declarar apoio no 2º turno, Meirelles quer ser youtuber

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, presidenciável do MDB avaliou propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia

[Sem declarar apoio no 2º turno, Meirelles quer ser youtuber]
Foto : Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 13 de Outubro de 2018 ⋅ 13:30

Após terminar em sétimo lugar na disputa pela presidência da República, Henrique Meirelles (MDB) disse, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que vai ficar "independente" no segundo turno das eleições. O candidato derrotado fez ponderações sobre os programas econômicos de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). 

"O programa do Haddad é o que está no plano de governo do PT ou o que foi o Lula no primeiro mandato? Se for o Lula 1, foi um bom governo do ponto de vista econômico. Se for o que foi a Dilma, é péssimo, um desastre. Do lado do Bolsonaro, se for o que está dito pelos economistas liberais, é um bom plano. Agora, se for produto mais direto do que o candidato tem dito, algumas vezes com conteúdo estatizante, aí é mais questionável", disse.

Meirelles ainda disse que pretende criar um canal no YouTube para veicular conteúdos, com a participação de especialistas de diversas áreas. "Nas pesquisas que fiz, saí com boa imagem da eleição. Isso, de fato, me dá uma possibilidade muito grande de influenciar o debate", afirmou.

Notícias relacionadas

[PSL pede entendimento de Bolsonaro com o partido]
Política

PSL pede entendimento de Bolsonaro com o partido

Por Metro1 no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 18:44 em Política

Sigla destaca que é a única com 98% de votações favoráveis ao governo federal e que não compactua com eventuais desgastes