Política

Radialista pede demissão ao vivo após ser impedido de entrevistar Bolsonaro; veja vídeo

Ele e outros dois jornalistas, Jurandir Soares e Voltaire Porto, acompanharam a entrevista e não puderam manifestar perguntas ou indagações

[Radialista pede demissão ao vivo após ser impedido de entrevistar Bolsonaro; veja vídeo]
Foto : Reprodução/Rádio Guaíba

Por Matheus Simoni no dia 23 de Outubro de 2018 ⋅ 10:20

Uma entrevista de Jair Bolsonaro (PSL) ao programa Bom Dia, da Rádio Guaíba, de Porto Alegre, na manhã de hoje (23), terminou em uma saia justa entre os apresentadores da emissora. Tudo por conta da saída de Juremir Machado, comentarista da rádio, que revelou ter sido censurado ao tentar entrevistar o presidenciável. Ele e outros dois jornalistas, Jurandir Soares e Voltaire Porto, acompanharam a entrevista e não puderam manifestar perguntas ou indagações.

Âncora do programa matinal,  Rogério Mendelski disse que foi uma condição imposta pela assessoria do presidenciável.  “O silêncio de vocês foi uma condição do candidato”, afirmou Mendelski. “Eu achei humilhante e, por isso, estou saindo do programa. Foi um prazer trabalhar aqui por 10 anos”, afirmou Juremir, que, logo após, deixou o estúdio.

Os jornalistas remanescentes reiteraram que o pedido de Bolsonaro não seria “um problema”. Ao ser questionado por Mendelski sobre sua opinião, Voltaire Porto respondeu que “precisa trabalhar”. 

 

Notícias relacionadas