Terça-feira, 27 de julho de 2021

Política

‘Vamos acabar com o coitadismo de negro, mulher, gay, nordestino’, diz Bolsonaro 

O presidenciável concedeu entrevista divulgada hoje pela afiliada do SBT no Piauí

‘Vamos acabar com o coitadismo de negro, mulher, gay, nordestino’, diz Bolsonaro 

Foto: Márcia Kalume / Agência Senado

Por: Lara Ferreira no dia 23 de outubro de 2018 às 18:25

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, que vai acabar com o “coitadismo” a nordestino, gay, negro e mulher. 
 
Na entrevista, realizada no sábado (20) e divulgada hoje (23) pela emissora, Bolsonaro diz que a política afirmativa reforça o preconceito. “Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do Nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso”, declarou.
 
O candidato do PSL afirmou, ainda, que não vai conceder tratamento diferente aos governos petistas e de oposição.  “Não podemos prejudicar o povo do Piauí (se referindo ao governador reeleito Wellington Dias, do PT), qualquer estado que seja, porque tem um governador que não se alinhe ideologicamente conosco”. 
 
Quanto a polêmica do WhatsApp, ele voltou a criticar a Folha, que publicou a reportagem sobre disparo de mensagens em massa a favor do candidato. “Primeiro, a matéria surgiu na Folha de S.Paulo, num jornal de sempre, num jornal que não tem qualquer compromisso com a verdade”, argumentou.  

‘Vamos acabar com o coitadismo de negro, mulher, gay, nordestino’, diz Bolsonaro  - Metro 1