Política

Temer recua de nomeações na Caixa após pressão de Bolsonaro

Objetivo do presidente é ter compensações em um eventual governo do capitão reformado, como a permanência de aliados em alguns cargos

[Temer recua de nomeações na Caixa após pressão de Bolsonaro]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 24 de Outubro de 2018 ⋅ 10:20

Após receber pressão de representantes da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), o presidente Michel Temer decidiu congelar as nomeações de quatro vice-presidentes da Caixa Econômica Federal.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o motivo é que o capitão reformado quer ele próprio escolher, caso eleito, os nomes para cargos-chave do governo que estão em aberto. Temer também não vai mais nomear diretores de agências reguladoras.

O gesto do presidente tem em vista compensações num eventual governo Bolsonaro, a exemplo da permanência de aliados em alguns cargos e a manutenção de programas da atual gestão.

Notícias relacionadas

[PF montou em um dia operação contra Bivar]
Política

PF montou em um dia operação contra Bivar

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 11:00 em Política

Além da casa de Bivar no Recife e da sede do partido, estão entre os alvos endereços de três ex-candidatas do PSL