Política

Magno Malta diz que Brasil é cristão e que posse de arma será liberada em 2019

Senador garantiu que o cidadão comum terá acesso ao armamento e declarou que país é formado por "católicos, evangélicos e judeus"

[Magno Malta diz que Brasil é cristão e que posse de arma será liberada em 2019]
Foto : Antonio Cruz/ Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 10:40

O senador Magno Malta (PR), que não conseguiu ser reeleito no Espírito Santo e apoia o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), afirmou, ontem (28), que o Congresso vai aprovar a posse de arma de fogo para o cidadão comum a partir de janeiro de 2019.

Em um discurso no alto de um trio elétrico instalado em frente ao condomínio onde Bolsonaro mora, no Rio de Janeiro, Malta também afirmou que propostas relacionadas à descriminalização das drogas ou do aborto não serão votadas. Segundo ele, o país é cristão, formado por “católicos, evangélicos, judeus, homens e mulheres”.

Ele ainda disse que não é falsa a informação de que o kit anti-homofobia tinha o objetivo de "ensinar homossexualismo [sic] para crianças de 6 anos", além de condenar os posicionamentos de opositores de Bolsonaro que, na opinião dele, atacam os valores da família brasileira. "Nós não vamos aceitar que esses canalhas, em nome de cultura, ataquem a virgem e chamem Jesus de viado [sic]", disse.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão