Política

Após derrota de Haddad, setores do PT divergem sobre ações na oposição

Expectativa é que direção do partido resista a escolher o ex-prefeito de São Paulo como líder do campo progressista

[Após derrota de Haddad, setores do PT divergem sobre ações na oposição]
Foto : Ricardo Stuckert

Por Juliana Rodrigues no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 11:00

O discurso do candidato derrotado Fernando Haddad (PT) após a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) animou setores petistas que pretendem convocar uma reunião amanhã (30) em São Paulo para discutir a formação de uma frente pluripartidária.

No entanto, segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o rumo a ser seguido após a eleição ainda não está definido. A direção da sigla, muito ligada a Lula, poderá resistir a alçar Haddad à liderança da oposição. Outra ala do PT defende a escolha dele e diz que o partido precisa ampliar sua pauta de atuação ou "não conseguirá segurar o que virá".

Há uma corrente que ainda prega que os petistas abracem uma agenda humanitária ampla, com o objetivo de atrair setores sociais que se distanciaram do partido.

Notícias relacionadas