Política

Luiz Felipe Pondé diz que vitória de Bolsonaro era 'anunciada' do ponto de vista da comunicação

O filósofo relembrou que o presidente eleito repetiu o feito de Trump nos EUA, pelo grande uso e apoio gerado nas redes sociais

[Luiz Felipe Pondé diz que vitória de Bolsonaro era 'anunciada' do ponto de vista da comunicação]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Marina Hortélio no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 10:05

O filósofo Luiz Felipe Pondé ponderou o resultado da eleição, na qual Jair Bolsonaro (PSL) ganhou o Planalto, em entrevista ao Jornal da Bahia no Ar com Mário Kertész, na Rádio Metrópole. Para o intelectual, o período eleitoral foi pautado na comunicação - os erros por parte da esquerda e o sucesso do fenômeno Bolsonaro - o que fez com que a vitória do capitão reformado já estivesse anunciada do "ponto de vista da plataforma de como se deu a comunicação nessas eleições".

"O candidato do PSL bolsonaro dominando plenamente as mídias sociais, repetiu o feito no Trump nos EUA, falando diretamente com os seus eleitores e passando ao largo daquilo que a grande imprensa falava. A gente também viu esta mesma classe do pensamento público, seja intelectual, seja jornalista, em grande parte virando as costas para o que grande parte da população queria. Considerando que grande parte da população queria como algo absolutamente absurdo, velho e descolado da realidade. Nesse movimento acabou não conseguindo perceber uma ruptura ideológica em grande parte do país", afirmou Pondé.

Para o filósofo, a elite política e intelectual ainda negava a realidade política do Brasil, o que é prejudicial para a discussão pública. "O país está no buraco e parte da elite política e grande parte do pensamento público davam as mãos querendo dizer que o PT poderia representar uma frente democrática ética. Um partido envolvido em muitos escândalos de corrupção, portanto, um partido que é diretamente responsável por aquilo que o país está passando, a população comum chegou a conclusão que era melhor escolher um candidato que falava a língua deles, tinha em os mesmos medos e que representa alguém que dizia na cara o PT roubou. É um exemplo claro de negação da realidade e é impressionante que isso venha por parte da elite política do brasil", disse.

Pondé disse ainda que o momento atual é de espanto por não se saber o que vai acontecer. "Agora é ver o que vai acontecer a nível de governo, ver se bolsonaro consegue arrumar a casa no sentido econômico, no sentido de segurança mesmo, mas não há dúvida que se a equipe de Bolsonaro e os familiares não falassem tanto absurdo do ponto de vista da sensibilidade democrática, talvez ele tivesse ido mais longe", observou o filósofo.

Notícias relacionadas