Política

Senado adia votação da ampliação da lei antiterrorismo

Uma audiência pública com especialistas será realizada para discutir novamente o assunto

[Senado adia votação da ampliação da lei antiterrorismo ]
Foto : Pedro França / Agência Senado

Por Daniel Brito no dia 31 de Outubro de 2018 ⋅ 18:00

Após cogitar para hoje (31) a votação do projeto de lei que abre a possibilidade de enquadrar ações de movimentos sociais como atos de terrorismo, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou a realização de uma audiência pública para discutir a proposta. Com isso, a votação da matéria foi adiada.

A relatoria é do senador Magno Malta (PR-ES), que não conseguiu se reeleger, mas que está cotado para integrar o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O senador capixaba não obteve a maioria dos votos para barrar um requerimento proposto por Lindberg Farias (PT-RJ) e, por isso, a discussão foi adiada.

Por 9 votos a 4, a maioria dos senadores da CCJ aprovou a realização de uma audiência com especialistas para discutir o tema. A audiência deve ser marcada nas próximas sessões do colegiado.

Notícias relacionadas