Política

MDB como ‘partido da governabilidade’ acabou, diz Jucá

Presidente quer que sigla ajude no governo de Bolsonaro

[MDB como ‘partido da governabilidade’ acabou, diz Jucá]
Foto : Pedro França/Agência Senado

Por Lara Ferreira no dia 07 de Novembro de 2018 ⋅ 19:00

O senador Romero Jucá (RR), presidente do MDB, afirmou hoje (7) que o modelo da legenda como “partido da governabilidade” acabou. A alternativa, para ele, é que a sigla ajude no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), principalmente para o avanço das reformas econômicas. 

De acordo com a Folha, Jucá declarou que o partido vai adotar postura de “independência” a partir do ano que vem, sem o “partilhamento de cargos” com a gestão de Bolsonaro. No entanto, não descartou dialogar sobre o assunto, caso o presidente eleito procure o MDB para lhe ceder algum posto na Esplanada.  

"O MDB, por ser o maior partido, virou o partido da governabilidade, começou a atuar dentro de todos os governos. Acho que esse modelo acabou. O MDB pode ajudar, se posicionar, agora, não é indo atrás de ministério ou de cargo que vamos consolidar uma imagem de partido que vai ajudar o povo brasileiro. Não defendo o partilhamento de cargos com o MDB", disse Jucá à Folha, após reunião do comando da sigla em Brasília.

Notícias relacionadas