Política

Águia de Haia: deputado Nelson Leal é citado por delatores 

O texto indica ainda que propina foi paga ao pepista através de André Leal. O dinheiro chegava via transferência bancária ou em espécie

[Águia de Haia: deputado Nelson Leal é citado por delatores ]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 08 de Novembro de 2018 ⋅ 17:20

Deputado estadual pelo PP e pré-candidato à Presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Nelson Leal é citado na delação do empresário Kells Belarmino Mendes na operação Águia de Haia. 

De acordo com o site Bocão News, Bellarmino contou ao Ministério Público Federal que o deputado, ao lado do irmão André Leal, intermediou um contrato que foi firmado com a prefeitura de Livramento de Nossa Senhora. No caso de Paramirim, narra o delator, a intermediação por parte do deputado e do irmão se repetiu. 

O texto indica ainda que propina foi paga ao pepista através de André Leal. O dinheiro chegava via transferência bancária ou em espécie. No depoimento, o Kells Belarmino também conta que nenhum dos contratos indicados por Nelson Leal foi executado, mas ainda assim efetuou pagamentos destinados ao parlamentar "em virtude de pedido do deputado Carlos Ubaldino".

No entanto, o MPF não ofereceu denúncia contra o parlamentar na primeira instância por entender que não havia provas suficientes para os delitos apontados pelo delator. 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro divulga texto que cita Brasil 'ingovernável']
Política

Bolsonaro divulga texto que cita Brasil 'ingovernável'

Por Matheus Simoni no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 14:55 em Política

O texto, que não tem autor conhecido, afirma que o País "está disfuncional", não por culpa de Bolsonaro, mas que "até agora (o presidente) não fez nada de fato, não aprov...

['Carlos sabe como manipular o pai', diz Bebianno]
Política

'Carlos sabe como manipular o pai', diz Bebianno

Por Juliana Rodrigues no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 12:40 em Política

"O presidente está perdendo quase todos os seus verdadeiros aliados por conta disso", analisou o ex-ministro, em entrevista à revista Veja