Política

Partidos de centro consideram se unir em federação para sobreviver a Bolsonaro

Segundo a colunista Mônica Bergamo, a ideia é fazer com que as agremiações atuem em conjunto no Congresso e nas eleições

[Partidos de centro consideram se unir em federação para sobreviver a Bolsonaro]
Foto : Divulgação

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Novembro de 2018 ⋅ 08:20

Partidos de centro como PSDB, PSB, PV, PSD e setores do MDB e do DEM estudam a possibilidade de formar uma federação de agremiações que passariam a atuar em conjunto no Congresso e nas eleições. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, lideranças do PSB, do PSDB e do DEM já conversaram. 

A federação teria o objetivo de vincular as legendas nas votações, com a vantagem de manter a estrutura e o fundo partidário de cada uma. De acordo com a proposta, todos os partidos seriam obrigados a lançar, juntos, um mesmo candidato nas eleições municipais.

Segundo a colunista, pelos cálculos de uma das principais lideranças que participam dos diálogos, uma federação de centro somada a outra, de esquerda, poderia chegar a 300 parlamentares na Câmara e representaria a "sobrevivência da política" no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Notícias relacionadas