Política

Futuro chanceler brasileiro diz que Europa significa um 'espaço culturalmente vazio'

Afirmações presentes em textos acadêmicos de Ernesto Araújo têm causado preocupação em autoridades diplomáticas europeias

[Futuro chanceler brasileiro diz que Europa significa um 'espaço culturalmente vazio']
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 07:40

Textos acadêmicos escritos pelo futuro chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, passaram a circular pela comunidade diplomática em Bruxelas ontem (15) e causaram preocupação em autoridades da União Europeia, quanto à postura que será adotada em relação aos europeus. Araújo foi indicado como ministro das Relações Exteriores no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Em um desses textos, publicado nos Cadernos de Política Exterior, do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (IPRI), o novo chanceler diz que a Europa significa hoje "apenas um conceito burocrático e um espaço culturalmente vazio regido por 'valores' abstratos", além de sair em defesa das políticas de Donald Trump e seu papel em "salvar" o Ocidente.

Na publicação, Araújo ainda diz que "a fundação da União Europeia anulou, pasteurizou todo o passado", enquanto os historiadores norte-americanos de hoje "parecem‐se àqueles europeus do século XIX, pois ainda contam a história americana como uma história de carne e osso, uma história que consegue comunicar o presente com o passado".

Notícias relacionadas