Política

'Metade não volta para Cuba', diz Mourão sobre médicos cubanos

'Não é dar um estalido e todos eles vão se deslocar para um aeroporto e embarcar', disse o vice-presidente eleito

['Metade não volta para Cuba', diz Mourão sobre médicos cubanos]
Foto : Antônio Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 19 de Novembro de 2018 ⋅ 17:20

Eleito vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão (PRTB) acredita que metade dos médicos cubanos que trabalham no Brasil no programa Mais Médicos não retornará ao país caribenho após o fim da parceria com o governo brasileiro, anunciada na última semana. Em conversa com jornalistas hoje (19), na saída do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde foi montado o gabinete de transição, o militar afirmou que não é contrário à permanência de profissionais que queiram continuar trabalhando no país.

"Posso até ser leviano, mas acho que metade não volta, hein. Não sei, acho que eles gostam do nosso estilo de vida”, disse Mourão. "Não sei quanto tempo vai levar para esses médicos saírem. Vamos lembrar que para eles serem desdobrados onde estão, tiveram o apoio das nossas forças armadas. Eles estão espalhados por todo o Brasil, são mais de oito mil, não é dar um estalido e todos eles vão se deslocar para um aeroporto e embarcar”, comentou.

Notícias relacionadas