Política

Primeiro bloco de debate da OAB tem troca de acusações entre candidatos

Os presidenciáveis Fabrício Castro (Avança OAB) e Gamil Föppel (Renova OAB) entraram em embate sobre diversos assuntos, como o fechamento de comarcas no interior e piso salarial entre operadores do Direito

[Primeiro bloco de debate da OAB tem troca de acusações entre candidatos]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 19 de Novembro de 2018 ⋅ 17:28

O primeiro bloco do debate entre candidatos à presidência da seccional baiana da Ordem dos Advogados da Bahia (OAB) teve os ânimos exaltados na tarde de hoje (19), na Rádio Metrópole. Os presidenciáveis Fabrício Castro (Avança OAB) e Gamil Föppel (Renova OAB) entraram em embate sobre diversos assuntos, como o fechamento de comarcas no interior, piso salarial entre operadores do Direito, anunidade para jovens advogados e influência de grupos políticos na Ordem.

Castro prometeu que as comarcas dos municípios baianos não serão fechadas. "Tenho convicção de que todas as comarcas vão funcionar. É essa OAB que sociedade quer. Não haverá qualquer fechamento de seccional", declarou o candidato da situação.

Em resposta, o oposicionista declarou que é importante que a Ordem se posicione, mesmo que desagrade algum gestor. "A gestão da Ordem, como sempre, é atrasada. Poderiam ter entrado com um mandado prévio, mas não. Não se impedirá o fechamento das comarcas com conversas. É importante que se tenha coragem para tomar posturas que, por vezes, possa desagradar gestores", declarou Föppel. 

Sobre a remuneração dos advogados, Gamil declarou que já aplica valores acima do considerado piso entre os advogados. "Meu escritório remunera acima do piso. Mas fico perplexo quando se diz que vai remunerar. Não se faz isso em seus próprios escritórios", criticou.

Fabrício Castro rebateu e reclamou que o adversário não apoia a causa. "A OAB propôs isso, já tem parecer favorável. Já temos um piso. Mas dr. Gammil não apoiou a OAB. Ele não assina e não apoia. A luta do piso é permanente", afirmou. 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro tira Joice Hasselmann de liderança do governo ]
Política

Bolsonaro tira Joice Hasselmann de liderança do governo 

Por Alexandre Galvão no dia 17 de Outubro de 2019 ⋅ 14:15 em Política

Joice foi escolhida líder do governo em fevereiro, pela indicação dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)