Política

'A sensação que tenho é que o Estado é saqueado toda semana', critica Rui 

"São as medidas necessárias para conservar a aposentadoria dos servidores", disse o petista sobre o projeto que enviou à AL-BA

['A sensação que tenho é que o Estado é saqueado toda semana', critica Rui ]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Alexandre Galvão / Matheus Simoni no dia 03 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:33

Governador da Bahia, Rui Costa criticou uma série de medidas judiciais contra o Estado. De acordo com ele, a sensação é de que "querem manter os privilégio às custas da aposentadoria". 

"Há cinco oficiais da PM que entraram em 1998 com uma ação judicial requerendo diferenças de alguams horas de ensino. Ficaram faltando algumas horas para a gratificação. 

Querem R$ 80 milhões para cinco pessoas. O povo baiano que vai pagar, os pobres da Bahia. Fui tentar reverter isso no STJ. Se fosse uma ação só, seria menos mal. Me incomodou profundamente meses atrás que tive que assinar uma nomeação de 40 pessoas, sob pena de multa, da época de ACM. Ele fez um concurso para Sefaz, para auditor fiscal, chamou o número que ele achava que tinha que chamar. Os injustiçados que não entraram fizeram com uma ação. Vinte e oito anos depois tive que nomeá-las", criticou, em entrevista à Rádio Metrópole

"A sensação que tenho é que o Estado é saqueado toda semana. As pessoas estão ficando milionárias às custas do povo pobre. Não cheguei até aqui para ficar calado. Vou fazer o que for para garantir a aposentadoria para evitar que a previdência quebre. São as medidas necessárias para conservar a aposentadoria dos servidores", garantiu.

Notícias relacionadas