Política

‘A sabedoria do silêncio não é uma virtude de Jungamnn’, critica Freixo 

Ainda para o deputado, a intervenção militar, em curso no estado, “é uma balela”

[‘A sabedoria do silêncio não é uma virtude de Jungamnn’, critica Freixo ]
Foto : Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Alexandre Galvão no dia 04 de Dezembro de 2018 ⋅ 11:50

O assassinato de Marielle Franco (PSOL), prestes a completar nove meses, ainda está sem solução. De acordo com o deputado federal eleito Marcelo Freixo (PSOL), quem deveria ajudar, atrapalha. É o caso do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. 

“O ministro Raul disse que a Polícia Federal iria investigar a Polícia Civil. Isso atrapalha. A sabedoria do silêncio não é virtude de Jungmann”, indicou, em entrevista à Rádio Metrópole

Ainda segundo Freixo, o crime contra Marielle foi “o mais sofisticado da história do Rio de Janeiro”. “O carro que matou Marielle foi clonado, as câmeras foram desligadas um dia antes, o atirador atirou com carro em movimento. É um crime muito sofisticado, de gente poderosa”.

Ainda para o deputado, a intervenção militar, em curso no estado, “é uma balela”. “Uma invenção de Temer, um governo que não tem razão de ser. Ele [Temer] é muito criticado no carnaval e inventa isso como resposta”.

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro