Política

Flávio Bolsonaro empregou família de assessor investigado no Coaf

Procurado, Flávio Bolsonaro afirmou que todas as nomeações foram publicadas em Diário Oficial e que "não há nada a esconder"

[Flávio Bolsonaro empregou família de assessor investigado no Coaf]
Foto : Alerj

Por Alexandre Galvão no dia 07 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:00

Filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro empregou em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro a mulher e as duas filhas de seu ex-assessor e policial militar Fabrício Queiroz. O militar é investigado pelo Coaf após movimentações financeiras suspeitas de até R$ 1,2 milhão.

O sargento Fabrício entrou na Polícia Militar em dezembro de 1987, e recentemente completou 35 anos de serviço, tendo conseguido reserva remunerada este ano. Na Alerj, Fabrício foi requisitado por Flávio para trabalhar em seu gabinete em 28 de março de 2007. Nunca mais saiu do lado do filho do presidente da República.

Além de Fabrício, sua mulher, Márcia Aguiar, e duas filhas, Nathália e Evelyn, também foram empregadas por Flávio Bolsonaro. De acordo com O Globo, uma delas continua nomeada no gabinete.

Procurado, Flávio Bolsonaro afirmou que todas as nomeações foram publicadas em Diário Oficial e que "não há nada a esconder".

“Na relação de confiança que tínhamos, ao longo do tempo ele pediu oportunidades de trabalho a seus familiares e eu atendi. São pessoas trabalhadoras, com uma grande rede de relacionamentos e que me trouxeram resultado político onde atuam, como Jacarepaguá, Osvaldo Cruz e São João de Meriti”, disse.

Notícias relacionadas