Política

Autor de projeto de lei da 'cura gay' disputará presidência da Câmara, diz jornal

Em 2012, o deputado queria anular dois artigos do Conselho Federal de Psicologia que proíbem profissionais da área de tratarem a homossexualidade como transtorno

[Autor de projeto de lei da 'cura gay' disputará presidência da Câmara, diz jornal]
Foto : Cleia Viana / Câmara dos Deputados

Por Daniel Brito no dia 09 de Dezembro de 2018 ⋅ 11:00

Pastor evangélico e delegado civil aposentado, o deputado federal João Campos (PRB-GO), reeleito em outubro, disputará a presidência da Câmara no que vem, durante o início do governo Bolsonaro, segundo informou hoje (9) o jornal Folha de S. Paulo. 

Reeleito para o quinto mandato, o parlamentar já teve papéis de liderança em parte da chamada bancada BBB, de Boi (ruralista), Bala (segurança pública) e Bíblia (evangélica). Neste ano, diz a publicação, o deputado chegou a convocar sessões solenes na Câmara pelos dias da Bíblia, da “Proclamação do Evangelho e da Valorização da Família”, além de sugerir ao presidente Michel Temer que transferisse a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém

Em 2012, quando ainda estava filiado ao PSDB, Campos foi autor de um projeto de lei apelidado de “cura gay”. À época, o deputado, à frente da bancada evangélica, queria anular dois artigos do Conselho Federal de Psicologia que proíbem profissionais da área de emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como um transtorno. No ano seguinte, o projeto foi arquivado.
 

Notícias relacionadas