Política

Deputado do PT suspeita de vazamento de investigação para família Bolsonaro

Para Paulo Pimenta (PT-RS), há indícios de que a família soube das investigações do Coaf com antecedência e tentou se blindar

[Deputado do PT suspeita de vazamento de investigação para família Bolsonaro]
Foto : Ananda Borges / Câmara dos Deputados

Por Daniel Brito no dia 10 de Dezembro de 2018 ⋅ 18:20

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) disse hoje (10) que vai apresentar uma representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o órgão investigue se houve vazamento de informações sobre a Operação Furna da Onça para a família do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Investigações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) enviadas ao Ministério Público Federal (MPF) mostram um relatório em que Fabrício de Queiroz, ex-funcionário do vereador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), movimentou R$ 1,2 milhão e depositou R$ 24 mil para Michele, mulher de Bolsonaro.

De acordo com Pimenta, há indícios de que a família Bolsonaro soube das investigações com antecedência, e tomou providências para tentar se blindar.

"Há indícios claríssimos de que houve vazamento de informação privilegiada e que depois disso os funcionários se exoneraram numa tentativa de poupar a família", diz Pimenta. "Fizeram isso para constar nos registros como ex-assessores", afirmou, ao jornal Folha de S. Paulo.


 

Notícias relacionadas