Política

Fábio Zanini avalia primeiros 100 dias do governo Bolsonaro: 'Está difícil achar comparável'

Jornalista e repórter especial da Folha critica confusão e falta de definição da agenda do governo

[ Fábio Zanini avalia primeiros 100 dias do governo Bolsonaro: 'Está difícil achar comparável']
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 10 de Abril de 2019 ⋅ 08:41

O jornalista e repórter especial da Folha Fábio Zanini avaliou, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta quarta-feira (10), que os primeiros 100 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro apresentam confusão sobre que tipo de agenda será seguida pela gestão. 

Apesar de reconhecer que essa característica é comum ao início de governos, ele afirma que a administração bolsonarista não consegue ser comparada às anteriores. 

"Todo começo de governo tem naturalmente bateção de cabeça. As pessoas têm que aprender a governar. Os ministros têm que aprender a administrar. Isso a gente viu no governo Lula, por exemplo. No começo do governo Lula tinha recuos, bateção de cabeça, diz-que-diz. Fernando Henrique, Dilma também... O governo Temer foi muito confuso também com a queda do ministro Jucá, por exemplo. Mas está dificil achar comparável a esse comecinho do governo Bolsonaro", ponderou. 

Ele avalia ainda que os primeiros 100 dias de gestão tem sido "frenéticos", com um time de ministros que se apresenta de maneira "desigual e instável". Para Zanini, diante da priorização da reforma da Previdência pelo governo, o ministro de Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, está "sem saber o que fazer". 

"A pauta de combate à corrupção e ao crime fica em compasso de espera. (...) Me pergunto até que ponto ele vai esperar a vez dele de virar prioridade no Congresso", declarou.

Notícias relacionadas