Política

Bolsonaro promete cortar diretoria da Funai se órgão não acatar vontade do povo indígena

Em encontro com liderança, presidente disse ainda que botaria indígenas no órgão federal "para não atrapalhar quem quer o progresso"

[Bolsonaro promete cortar diretoria da Funai se órgão não acatar vontade do povo indígena ]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 18 de Abril de 2019 ⋅ 07:20

O presidente Jair Bolsonaro declarou, nesta quarta-feira (17), que, se a Fundação Nacional do Índio (Funai) não fizer o que os índios querem, cortará "toda a diretoria" do órgão.

O mandatário recebeu lideranças indígenas no Palácio do Planalto, em encontro ao vivo em uma rede social.

"Assim como o povo brasileiro tem que dizer o que eu vou fazer como presidente, o povo indígena é que diz o que a Funai vai fazer. Se não for assim, eu corto toda a diretoria da Funai e botamos gente como vocês lá dentro para não atrapalhar quem quer o progresso, quem quer o desenvolvimento, quem quer o bem do Brasil", disse o presidente.

Antes subordinado ao Ministério da Justiça, a Funai passou para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos no governo Bolsonaro.

O atual presidente do órgão é o general do Exército Franklimberg Ribeiro de Freitas, que também participou do encontro de Bolsonaro.

Notícias relacionadas